segunda-feira, 27 de julho de 2015

Caixa de Passaros - Josh Malerman - Intrinseca - 2015


Resenha abaixo não contem spoilers.
(Leiam os 'P.S.' São importantes)

Você tem medo de que? Hoje em dia em forma de Zumbis (Que não comem cérebro), vampiros (Que não tomam sangue!), lobisomens (Que são inteligentes!) e outras criaturas que são tão zoadas que nós damos risadas. Mas quando essa criatura não tem forma, ou você não sabe que forma é essa por não poder enxergar? Vem comigo nessa entender esse livro Caixa de Passaros de Josn Malerman.
Acompanhamos a História de Malorie com seus dois filhos, após 4 anos que começou o surto. Esse surto começa quando a pessoa olha para essa criatura ou algo onde ela tem o impulso de suicídio e matar quem está próximo. Para entender melhor vai dois casos:

1 - Mãe que todos sabiam que amava os filhos, um dia enterra-os vivos e se mata após visualizar essa coisa. 
2 - Casal de idosos conhecidos na comunidade como um exemplo de casamento, matam um ao outro sem motivo aparente após visualizar essa coisa.

Malorie decide, junto ao seus dois filhos, ir para um local onde considera-se um refúgio seguro desses surtos, descendo 30km de rio abaixo sem ela e nem os filhos enxergarem nada. Clima e tensão na certa né?! A história se passa nela descendo esse rio intercalado com história de como começou todo esse surto e como vai ficando a história, mais para o final as duas cronologias vão se fundindo até ter um derradeiro. 



Minha opinião é que um bom livro, o clima de tensão as vezes faz você parar de respirar somente para tentar saber o que acontece, quando algo toca sem querer no meio da rua, ou alguns passos da porta da casa, nos personagens e eles, nem você, sabe o que é. Podia ter sido uma folha de árvore, o vento ou a criatura. 




Não poderei solter spoiler por n's motivos, o principal que minhas resenhas são sem spoiler e outra que qualquer informação a mais estraga a experiência do livro. Para o final do livro ele vai crescendo de tal forma, que você vai respirando, ou deixando de respirar, a cada página/revelação e ao chegar no final do livro você.....




Olha e pensa, é isso mesmo? Só isso? Deixou a desejar? Sim! Mas ainda continuo a dizer que é necessário a leitura do livro pela experiência como o todo. O final é esperar pelo não tão bom e ver que nos final das contas... aquele final é cabível a ele. 




Dica: Será que o autor em vez de ir crescendo a história no final para dar desfecho pequeno, não poderia ter feito o contrário. O inicio ter aquele proporção, que há, e ir diminuindo o ritmo aos poucos para no final ser bem equilibrado? pois houve uma queda gigante no final que dá para sentir a perda de clima. Infelizmente eu já sabia dessa informação que o final deixa a desejar. 




CONTINUO DIZENDO... Leia! Pois a sensação no pós inicio, meio, e pré-fim são eletrizantes e você tem vontade de não largar o livro. 




P.S.: NÃO LEIA ELE SOZINHO NO QUARTO ESCURO(Como ler sem luz?! Pensa né cabeção... aquela luz de abajur ou luz baixa... isso que eu falei!!) , e depois não diga que não avisei. 

Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)
Share:

Um comentário:

  1. Muito bom! Gostei do final sim, mas achei que ele estava com pressa para finalizar! Podia ter enrolado um pouco mais que iríamos amar!

    ResponderExcluir

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.