segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Astronauta - Singularidade - Danilo Beyruth - Panini (Selo MSP) - 2015

Resenha abaixo não contem spoilers do livro citado.
>- SPOILERS PEQUENOS DO PRIMEIRO LIVRO Astronauta - Magnetar <-
(Leiam os 'P.S.' São importantes)

Skoob - Compare e Compre - Loja Recomendada


Após as Recentes (na história*) acontecimentos em Astronauta - Magnetar o nosso herói está 100% para a nova missão que lhe é dada? Acompanhado. Mas sempre não viajou sozinho? A solidão é uma opção ou uma obrigação? Vem comigo nessa continuação muito boa em Astronauta Singularidade do Danilo Beyruth.

Sinopse: Em Astronauta – Singularidade, o herói investiga um buraco negro, mas o que era uma missão científica se torna uma aventura muito perigosa. E, desta vez, ele não está sozinho em sua nave. Aparecem dois outros personagens (um homem e uma mulher), mas nenhum detalhe foi revelado.

P.S.: Vou ser sincero! Não conheço o cenário de HQ tanto nacional  como estrangeiro (produtores, roteiristas, desenhistas, editores...) pois comecei a leitura realmente (ler como um conhecimento e não somente diversão) esse ano, ENTÃO me perdoa se eu deixar de falar dos envolvidos diretos e indiretos nas HQ(s) que eu resenhar aqui. 

Após o recente náufrago no história anterior, nosso herói astro é 'tratado' por uma psicologa para saber se ele ainda tem aptidão para fazer outras viagens. Nesse tempo é oferecido para ele uma missão em uma buraco negro com acompanhante de outro país e isso não ajuda no humor dos participantes. Ao chegar lá encontram um objeto diferente em meio ao buraco negro e a situação a partir dai fica de mal a pior.

Relendo a HQ para em preparação a resenha vejo que essa HQ poderia ter sido mais, fatores influenciaram como também fiquei com alta expectativa, mas dizer que ela é ruim eu estaria sendo mentiroso! Essa história tem Suspense, começo de romance, explicações científicas profundas e desenhos até tão bem feitos quanto da história anterior, o que torna a história não somente crível como também muito boa.

Ao meu ver qual foi a causa de não ter feito tanto sucesso (como Magnetar)? Acredito por ser uma continuação que não teve tanta ligação com a primeira história em termos emocionais, e não de ligação de fatos na história (que teve todos e sem nenhum escapar). Mas continuo dizendo que foi uma história muito boa da qual no final dá gostinho de quero mais e tenho uma leve impressão que vem mais por ai. (Esperar mais dois anos?!)

Uma HQ, onde na primeira vimos seu passado, e na segunda vimos como se comporta frente á acompanhantes vimos muito pouco a respeito da solidão do Astronauta. a não ser um pequeno comentário o que me deixou um pouco triste. Mas a HQ decorreu de forma brilhante.

"Sim, na verdade, estou sempre procurado algo, mas não sei bem o que é. A Maioria das pessoas imagina o espaço como imenso vazio. Eu o vejo como ele é: 
Um lugar repleto de descobertas para serem feitas."



Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.