segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Penadinho - Vida - Paulo Crumbim, Cristina Eiko - Panini (Selo MSP) - 2015

Resenha abaixo não contem spoilers.
(Leiam os 'P.S.' São importantes)

Skoob - Compare e Compre - Loja Recomendada


Por amor é valido a dar a própria vida? Perfumes feitos de Amor, quando esse não sabe onde encontrar. Aventura por terras desconhecidas, onde menos se espera encontrar amizades, ou encontrar uma surpresa inesperada. Com uma ternura linda o Paulo Crumbim e a Cristina Eiko fazem essa HQ Perfeita, Vem comigo nessa resenha de Penadinho - Vida. 

SinopseNa trama, Alminha vai reencarnar. E Penadinho nunca teve coragem de dizer que ela é o amor da sua... morte! Pra piorar, a fantasminha sumiu e precisa ser encontrada até o amanhecer, quando a Dona Cegonha a levará. Os autores reimaginam os personagens criados por Mauricio de Sousa de forma terna, apaixonante e divertida.

P.S.: Vou ser sincero! Não conheço o cenário de HQ tanto nacional  como estrangeiro (produtores, roteiristas, desenhistas, editores...) pois comecei a leitura realmente (ler como um conhecimento e não somente diversão) esse ano, ENTÃO me perdoa se eu deixar de falar dos envolvidos diretos e indiretos nas HQ(s) que eu resenhar aqui. 

Quando em meio a uma brincadeira Penadinho descobre por Sra. Cegonha (por sinal adorei a metáfora) que a alminha vai reencarnar, Penadinho convida Alminha para uma passeio, já antes prometido. Após o breve incidente Alminha Some. Logo depois do sumiço, alguns personagens saem em aventura para procurar ela e descobrem que há um plano de perfumes do amor. (Mais que isso eu entro em spoiler!)

Juro que quando me bati com esse livro, foi na pura surpresa. O que fiz? Li na hora! Que Obra linda. A história é aquela bem básica de enredos tradicionais, mas o desenhos mostram muito mais que os personagens falam. E cada personagem caracterizado de acordo como era no gibi de Penadinho. Só senti falta dos leves sarcasmos da Caveira nesse livro, mas pela história não tinha com ele acompanhar mesmo. 

Os desenhos dos livros são tão bem feitos que pelo menos uns 4 quadros dá vontade de tirar uma foto, ampliar, colocar num quadro e por na parede do quarto. Principalmente a ultima cena que mostra 98% (% aproximadamente :))  dos personagens do penadinho. A Dona Cegonha e a Dona Morte estão fenomenais!

Com desenhos fantásticos, uma história super simples sem maiores tramas e reviravoltas, final com personagens surpresas e partes de história que me fizeram rir muito alto, fica ele como uma indicação de uma linda história de amor entre duas almas!

"Aliás, será que algum dia estaremos livre do amor?"

Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.