quinta-feira, 5 de novembro de 2015

[Resenha] Surpreendente - Maurício Gomyde - Intrínseca - 2015

Resenha abaixo não contem spoilers.

 - 

Páginas: 272
Informações do Livro: Skoob

Crueldade
Humilhação
Angústia
Negação
Covardia
Egoísmo

No trocadilho da palavra, mas esse livro é SUR-PRE-EN-DEN-TE. Eu li esse livro em não menos que 6 horas!! Para quem tinha preconceito para com literatura nacional e ainda ama Fantasia, ler nesse tempo demonstra o que o livro veio para mostrar para todo mundo! Ele veio simplesmente lhe trazer na noite de Ano novo a lembrança de um livro inesquecível! Vem comigo nessa nessa mistura gostosa de cores e ritmos.


Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração. A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos..


Não vou ser piegas, fui ler o livro sem força para sustentar uma história que é dita na sinopse. Como poucas vezes, fui surpreendido com um livro com referências, dramas, enredo, personagens e principalmente uma cadência que nunca imaginava encontrar numa literatura brasileira. Seja pelo meu pouco preceito perante essa literatura nacional tão vastam ou seja por ele ser um leitor mais fantasia e menos drama. Uso os livros de drama para sair de ressacas, normalmente funciona.

Começo a ler o livro tranquilamente as 19:00. Termino o livro as 01:00 com os olhos em lagrimas e uma numa fosse que pensei que ia ficar nela por algum tempo somente pensando na vida de pedro e crystal, onde são personagens que faz você amar cada letra que falam seja a base de música, de física ou mesmo de cinema.

Em falar em referências, o ultimo que vi tanta referência assim foi no livro Jogador Numero 1 (resenha é só clicar no nome), porém em vez de ser somente uma época específica foi de todo mundo que circula ao nosso redor, deste de músicas, filmes, diretores e até de física! pire ai!

Livro ótimo para quem gosta de ver as pessoas por outras perspectivas, seja pelos olhos, pelos ouvidos ou por sentimentos. Livro me levou a um patamar que nunca imaginei ler um livro nacional drama em tão pouco tempo. Para quem tinha preconceito literário nacional, esse foi um gigante passo.

Quer a playlist? Olha ela aqui no Spotfy: Surpreendente

BookTrailer:


"O cinema, a literatura e a música são instrumentos da santíssima trindade para salvar o ser humano da derrota como espécie. "


Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)
Share:

2 comentários:

  1. Sempre fui muito preconceituoso com a literatura nacional e tenho orgulho de dizer que Maurício foi o cara que me fez me abrir mais para essa literatura. Quando li "Ainda não te disse nada" nunca mais quid parar de ler os livros dele. Uma escrita ótima. Dramático na medida pra ninguém colocar defeito. Além disso, nos presenteia com histórias tocantes e. Surpreendentes, como a de Pedro. Eu amei o livro e chorei muito com a cena final.

    Até sábado.
    Diego, Blog Vida e letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Já eu adoro literatura nacional, ainda mais dramas rs
    Nunca ouvi falar nesse livro, mas sua resenha me deixou curiosa para lê-lo.
    http://umavidaemandamento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.