segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

A Garota no Trem - Paula Hawkins - Record - 2015


Resenha abaixo não contem spoilers.

Skoob - Compare e Compre - Saraiva - Amazon


Trem, para onde eles nos leva? Que histórias das pessoas contém enquanto ocorre a viagem? Quem poderá dizer que ali dentro não existe uma testemunha á acontecimentos que fazemos e não sabemos que outros observam a nossa vida?  A Garota do trem nos fará olhar para todos os lados quando fizermos alguma coisa que não devemos. Vem comigo nesse trailer que promete!

Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida.Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. 

O que você faria em um crime que você sabe que foi cometido, mas não sabe por quem, nem por onde, e nem se foi realmente um crime, contudo você viu uma coisa que não deveria ter acontecido e isso pode influenciar nas investigações, lembrando que você é uma pessoas que digna-se não confiável para testemunha?

As coisas nem sempre são tão simples como imaginamos. e nem sempre como vemos. Podemos mesmo confirmar no que vemos? E no que ouvimos? Essas nuances fará parte das nossas vidas até jogarmos fora nossa primeira impressão e irmos 'cavar' mais fundo afim de descobrir outras informações.

A vida de rachel deste o começo do livro você não sabe exatamente como é, contudo, temos mais informações sobre Jess e Jason (supostamente os nomes dos personagens que vemos aos olhos de Rachel em passagem no trem) e sabemos que a história se desenrola quando a nossa protagonista misteriosa vê uma cena, em umas de suas viagens a londres) e no dia seguinte logo após uma gigante bebedeira, ela soube que a Jess (onde ela acaba que o nome verdadeiro é Megan) desapareceu. Com pequenos flash de memória do dia anterior a nossa história começa definitivamente.

Tenho pontos altos e baixos desse livro.

Altos: Cada página é uma surpresa e sabemos que isso é um tipo de escrita 100% normal em trailers o que esse livro não diferencia e segue até as vezes um roteiro pré-determinado para chegar a determinadas conclusões ou reviravoltas na historia. O livro é bem escrito o que ajuda bastante.

Baixos: A protagonista é demasiada autodeprimente, o que deixa o leitor também autodeprimente e assim nem dá para sentir pena dela, pois vemos que ela tem consciências das cagadas dela e mesmo assim com pequenas mudanças ela acaba não mudando nada, o que chega a deixar a leitura mais arrastada e densa (não 100% boa).

Junte isso tudo e temos uma belo livro Thriller que pode chegar a deixar você apreensivo pelo final, que para mim foi inesperado, contudo não me leva ele a patamar de livros fantástico que mudou a escrita ou irá me falar lembrar desse livro para o resto da vida. Acredito que isso seja consequência de ser o primeiro livro da autora e falta um amadurecimento a mais.

Livro é bom claro, não é a atoa que foi comprado os diretos autorais para filmagem que sai o filme nesse ano de 2016, que terá comparação aqui no blog entre as duas obras, e tenho certo receio que verei o filme sendo melhor que o livro em termos de thriller. Agora em termos de enredo ainda há muito esperar e ver o filme.

Òtimo livro para diversão, mas não para surpresas. Espero que você goste tanto quanto, pois eu demorei duas semanas para ler, Acho que minha expectativa estava altíssima para o livro e alguns fatores externos devem ter contribuído para eu não ter visto como o melhor livro thriller que já li.

"Não, é porque acho que já faço parte desse mistério, que estou conectada a ele. Não sou mais só uma garota no trem, indo e vindo sem motivo ou propósito. Quero que Megan reaparece sã e salva. Quero, sim. Mas, não agora."

Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.