segunda-feira, 28 de março de 2016

[Resenha] A Lente de Marbury - Andrew Smith - Gutenberg - 2016



Resenha abaixo não contem spoilers.

Título Original: The Marbury Lens (The Marbury Lens #1)
Páginas: 288
Informações do Livro: Skoob - GoodReads
Onde Comprar: Compare e Compre - Saraiva - Amazon - Submarino
Outras Resenhas do Autor: Minha Metade Silenciosa / A Cura Invisível

"Já chega Seth. Rolando Tac, Tac, Tac. Vamos, Jack. È só um segundo, Jack. Vamos. Não! Por favor! Era fácil demais. Sentado no fundo da Banheira. Tremendo. À água soa como uma cachoeira, respigando nos azulejos da parede, na porcelana branca e na minha pela gelada. Minha mão tocou nos óculos. Eu os coloquei. Só por um Segundo, Seth. Por favor." Mistério, Drama, Vício, Psicologia, Mundos e Amores e Amizades, te convido para me acompanhar e adentrar a Marbury e sentir uma história que parece que é você nela. 
O lugar errado na hora errada! Um sequestro, um assassinato, um par de óculos... Aos 16 anos, tudo o que Jack mais quer é curtir as férias de verão com seu melhor amigo, Conner, e eles vão dar uma grande festa para celebrar o fim das aulas. Mas algo dá muito errado! Jack perde a linha, fica bêbado e acaba caindo nas mãos de um maníaco que o droga e o sequestra. Ele escapa por um triz, e só conta o que sofreu para Conner.O amigo tenta tranquilizá-lo, dizendo que tudo vai c ar bem. Mas será que vai? A viagem de férias para a Inglaterra parece ser a oportunidade perfeita para se livrar de seus fantasmas, mas Jack sabe que sua vida nunca mais será a mesma. Em Londres, um estranho lhe entrega um par de óculos cujas lentes lhe mostram um outro mundo. Um local chamado Marbury. Marbury está em guerra. É um lugar desolador que cheira à morte e destruição, onde os poucos sobreviventes precisam fugir se quiserem continuar vivos. Nesse mundo apocalíptico, Jack é responsável por dois garotos mais jovens, que são seus únicos companheiros, e também precisa enfrentar Conner, que o persegue e quer matá-lo. Será que Jack conseguirá escapar e lutar com seu melhor amigo? Será que tudo o que ele viu nesse universo paralelo é real, ou seriam apenas alucinações provocadas pelas drogas que o sequestrador lhe injetou? Como agir quando loucura e realidade se confundem? Jack está perdendo o controle e sua única certeza é que sua vida está em jogo.
Se você não conhece Andrew Smith, está na hora de conhecer. Autor de diversos livros lá fora, super conceituado e além do mais várias editoras publicam ele, mas quem mais dá atenção é a Gutenberg que além de lançar um em 2014 o Minha metade Silenciosa (só clicar no nome que tem resenha dele!) ela ainda lança dois quase que simultaneamente (em um espaço de 1 mês) dois livros, sendo esse que vos escrevo, e outro que lerei (quando eu ler mudo esse trecho para o link da resenha.).

Digo que ele é um autor que não tem amarras literárias, pois ele quando quer escrever uma coisa, não importa o que seja, ele vai lá e escreve. Seja drama, seja ficção, seja juventude, seja adulto ou simplesmente uma lista de compras (?!), não importa. Ele além de escrever ainda publica o que tenha certeza irá lhe trazer as vezes desconforto, as vezes risadas e na maioria das vezes fará você pensar bastante.

"O espaço que separava os dois mundos já não era um abismo: era quase nada."

Nisso que entro em comentar sobre esse livro, que como falou colega meu de outro blog em conversa particular, é um livro que trata bastante sua psicologia, você mesmo que está lendo e não o protagonista. Tenho uma teoria do porque acontece isso tudo, mas além de não poder falar, ainda acabei descobrindo que é uma Duologia. Isso mesmo... O segundo livro que está sendo traduzido pela Gutenberg ainda está sem previsão de lançamento, mas irá sim.

E estou que nem Jack, viciado por uma continuação desse livro, pois o final dele me remete bastante ao sentimento que li em O Limiar (só clicar no nome que tem resenha dele!), se deixa absorto e sem condições de pensar direito por alguns poucos minutos, simplesmente martelando na sua cabeça... "WTF?!".

"Me trás de volta logo, Seth. Antes que ele acorde. Tac, Tac, Tac. Apenas um minuto. Só uma olhadinha. Coloquei o óculo. De algum lugar, ouvi Conner ao Longe: 'Jack! Abre essa porta, porra!'. Tac. 'Jack!'. Tac."

Não espere por um livro comum, esse é daquele tipo de livro que a cada página você descobre alguma coisa nova. "Vá se Foder, Jack". E isso que impressiona em mais um livro que mescla Ficção, Drama, Romance, Amores e Amizades acima de tudo, sejam elas querendo ajudar, ou simplesmente Foder com sua Vida.

Tenha certeza que estarei em abstinência enquanto não ler a continuação.
 


"Então, você tem essa horrível escolha: Salvar a mim mesmo ou salvar minha amizade. É por essa razão que os escrotos no poder transformam meninos em soldados: para nós, o que nos une é o mais importante - numa banheira, um superior, seu companheiro -  as coisa que merecem nossas vidas, mais do que nós merecemos elas."


"Nos olhos dos meninos, consigo ver um reflexo pálido. 
Algo Enorme. 
Um céu sem cor."

P.S.: Livro é uma Duologia a não Trilogia como estamos acostumados. 

Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)
Share:

Um comentário:

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.