terça-feira, 22 de março de 2016

[Resenha] Ainda não te disse nada - Maurício Gomyde - Porto 71 - 2012


Resenha abaixo não contem spoilers.

 - 


Páginas: 236
Informações do Livro: Skoob

Nostalgia, aquele sentimento que você tem de algo passado, que provavelmente não volta. Isso que esse livro trás, além de leveza após ler ele, você também fica com vontade de receber uma carta, seja ou não do seu amor verdadeiro, mas sim de alguém de faça você ler, você sentir e principalmente faça você imaginar. Como uma carta de é enviada, que essa leitura faça você voar nas asas da imaginação.

"Ninguém mais escreve cartas hoje em dia", Marina pensava. Até que um dia uma caiu em suas mãos por engano e mudou o rumo de sua vida. Levou-a ao lugar que ela sempre sonhou. E a conhecer o amor do jeito que nunca imaginou, da forma mais improvável do mundo...

Quem não gosta de receber uma carta? Não aquela de cobrança claro, mas aquela escrita a mão, palavra por palavra, letra por letra, sabendo que aquela pessoa que está escrevendo, está pensando no que vai por no papel, pois diferente do ctrl+c + ctrl+v do computadores e smartphones, não é possível voltar atrás naquela palavra, ou frase, e sim tem que refazer a escrita toda.

"Minha filha, se cada um fizesse um pouco por uma pessoa desconhecida, o mundo não tava essa perdição toda. "

Vemos essa paixão nesse livro, onde você lê a história que se segue mas fica ansioso pelas próximas cartas que iram chegar, e as que vão viajar para longe. E vamos também torcendo pela força de vontade da Marina para ser uma estilista conceituada e que suba mais ainda na carreira, como vamos vendo durante o livro... mas em alguns momentos esquecemos nessa história de fundo e nos focamos somente na interação via cartas da protagonista.

Mauricio Gomyde mais uma vez com uma grande escrita sobre moda, sobre cartas, e principalmente sobre imaginações, pois o que é uma carta se não um texto, que também estão em livros o que lhe leva a viajar, a imaginar e a querer também uma situação parecida como aquela.

"Quanta oportunidades são perdidas pelas pessoas por largarem seus velhos em asilos" Pena que a maioria esqueça que um dia pode ficar na mesma situação."

Ainda não te disse nada é daquele tipo de livro que você lê ele aos poucos... saboreando e entendendo o que se passa na vida de marina, e o que pode ser que o futuro lhe reserva naquele amor que parece não distante e tão impossível.


Com um desenrolar de história que você não espera, porém final bem esperado, tenho com esse livro uma relação.

Quer a playlist? Olha ela aqui no Spotfy: Ainda não te disse nada


BookTrailer:



"Amor é um pássaro rebelde que ninguém pode prender. Não adianta chamá-lo, pois só vem quando quer. Não adiantam ameaças ou súplicas. Um fala bem, o outro se cala. É o outro que prefiro. Não disse nada, mas agrada-me. O amor, o amor..."


Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)
Share:

Um comentário:

  1. Oi Higor! Esse foi o primeiro livro do Gomyde que eu li, foi a partir dele que conheci o autor.
    É um dos meus preferidos. Li num tapa e ele contém toda aquela simplicidade e narrativa doce, cheia de amor e nostalgia - seja na música ou no uso das cartas, etc - como o Mau faz tão bem.

    =)
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.