domingo, 22 de maio de 2016

[Resenha] O Circo Mecânico - Genevieve Valentine - Darkside - 2013



Resenha abaixo não contem spoilers.

(Edição Normal) Skoob - Compare e Compre - Saraiva - Amazon
(Edição Especial) Skoob - Compare e Compre - Saraiva - Amazon


Ultimamente estou adorando testar novos estilos de livros que deixam a maioria das pessoas confusas, o que seria um livro realmente muito bom, ou muito ruim, ou confuso ou certeiro? Mas isso tudo se mistura quando você mexe com literatura SteamPunk, que vem ganhando força alguns anos no brasil, o que me trouxe nessa minha leitura bastante diferenciada do meu estilo normal. Segunda leitura bem diferente que faço esse ano de qualquer amarra literária e adorei, mas tem pontos a serem discutidos.

"Aqueles que tem grandes desejos nascem, não são feitos"
  
Em pleno cenário pós-apocalíptico, O Circo Mecânico Tresaulti ergue sua lona e dá início ao grande espetáculo. Ambientado sobre a perigosa superfície de um mundo devastado, cheio de bombas e radiação remanescentes de uma guerra pela qual todos já saíram derrotados, este belo romance nos apresenta uma caravana circense em eterna viagem através de muitas cidades sem país, região ou rota definida. Lugares que podem não mais existir quando o circo retornar. Aqueles que se juntam ao circo procuram segurança, trabalho sem risco de vida ou apenas uma nova forma de recomeçar. E seguir adiante, apesar de tudo. Através de imagens surpreendentes, a autora nos conduz por um realismo mágico com um toque da beleza steampunk, uma combinação inusitada que cria a atmosfera perfeita para personagens comoventes e de grande força poética.

To gostando de fazer esse pequeno desafio a minha pessoa, onde eu vou testando quais os limites de minha literatura e quais estilos eu posso me aventurar de forma tranquila, pois esse ano coloquei como meta tentar tirar preconceitos literários e principalmente quais livros posso gostar ou não enquanto outros que já conheço bem, vou deixando como terreno conhecido entre os livros que vou me testando, isso claro ajudando a nunca entrar em ressaca literária que sempre nos ronda.

"Havia coisas a respeito do circo que eu estava apenas começando a compreender."

E esse Circo Mecânico, que é um livro de 2013 mas só me chamou atenção por causa da linda capa da edição especial (que pasmem, comprei por 10,00 na Amazon) e não me fez arrepender em nenhum momento da leitura sobre ele, tudo bem que a edição da Darkside ajuda bastante na leitura deixando-a de forma mais tranquila de ser lida e também com ilustrações (feitas no original) que beiram a mais bela arte SteamPunk.

Se você não conhece a literatura steampunk lhe dou um pequeno resumo:

 "Steampunk é um subgênero da ficção científica que se tornou conhecido entre o fim dos anos 1980 e início dos anos 1990. O estilo se trata de obras ambientadas no passado, ou num universo fictício semelhante a uma determinada época real da história humana, onde os paradigmas tecnológicos modernos ocorreram mais cedo do que na História real, porém foram produzidos através da ciência disponível naquela época - como, por exemplo, computadores de madeira e aviões movidos a vapor. O subgênero é frequentemente associado ao futurista cyberpunk."
Fonte: InfoEscola
Esse é o segundo livro que passa pela minha mão, o primeiro eu abandonei mais por não conhecer o estilo por conta da história, que irei voltar, e para deixar vocês curiosos não direi qual é, contudo deixo uma dica: É uma literatura nacional que ganhou um premio de editora. Só digo isso. 

Também é o segundo tipo de literatura que faço questão de ler esse ano(diferente do meu habitual), e digo para vocês que está sendo ótimo experimentar novos ares e isso não vai parar por aqui... irei mais a frente... só ter mais tempo, mais coragem e principalmente ter os livros (rs).

Voltando ao livro, vi algumas informações por ai de outras pessoas que não gostaram do livro, que achou ele meio confuso e por conta disso alguns abandonaram e outros foram mais a frente. Sigo com minha opinião que adorei o livro, não sendo o melhor - ou dos melhores - livro que já li na minha vida, mas ele entra para o Hall de muito boa literatura para indicar para pessoas que querem entrar nesse meio de Steampunk, ou para ler uma história bem diferente da convencional. 

Realmente a escrita da Autora é palpável que foi direcionada dessa forma para mexer com o leitor, não em lágrimas nem tristeza, mas aquela sensação que tem algumas coisas diferentes e que esse mesmo sentimento faz parte da vida daquelas personagens, tanto os que tem as partes mecânicas como aqueles que não tem e isso segue pelo livro inteiro.

"Este é o grande problema com pessoas de coração mole. Falta de controle"

A parte de ser confuso, concordo em parte pois vejo que a autora quis colocar reflexões, descrições e principalmente sentimentos em um mesmo parágrafo o que isso dificulta as vezes de você separar cada coisa, tanto também em começar os capítulos por reflexões e só lá no meio ou no final da primeira página, também alguns na segunda página, quem estava no foco da escrita e o que deixa o leitor mais perdido que cego em tiroteio.

"A Maioria das pessoas não vive o suficiente para ver o circo duas vezes. Estes são tempos exaustivos."

Porém como expliquei em determinadas situações é notório que foi feito de forma a atingir esse objetivo, e várias vezes foi atingido, porém outras se perdeu no caminho e por conta disso não se torna um livro excelente, contudo um livro muito bom.


" 'Se uma pessoa cai no meio de um número', disse Boss, 'você aponta para ela como se fizesse parte dele e o termina. Ninguém quer ver você fracassar. Qualquer um pode fracassar. Eles pagam dinheiro para nos ver fazer coisas que eles não conseguem."





Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.