segunda-feira, 25 de julho de 2016

[Resenha] Placas Tectônicas - Margaux Motin - Nemo - 2016

Resenha abaixo não contém spoilers.

Título Original: La tectonique des plaques (J'aurais adoré être ethnologue #3)
Páginas: 256
Informações do Livro: Skoob - GoodReads
Onde Comprar: Compare e Compre - Saraiva - Amazon - Submarino

Uma Graphic que pelos traços da capa, e os traços de dentro dele me conquistaram sem nem mesmo ler uma página. Foi assim, com Placas Tectônicas, amor a primeira vista. E mesmo sendo um livro mais para o lado feminino, já que trata de uma mulher no auge dos 35 anos, contornei essa barreira e me diverti da primeira folha até a ultima. E fica questão, como fico eu que não sei em francês ler as outras Graphic Novels dela?
Aos 35 anos, Margaux Motin narra os erros e acertos que abalaram sua existência em páginas repletas de humor e realidade. Uma separação e um novo amor mudam radicalmente sua vida de mulher com trintas e poucos anos de idade; uma época em que decisões abruptas podem levar a consequências desastrosas.
Quando soube do lançamento da Editora Nemo eu já tinha me apaixonado pelo traço da capa sem saber a parte interna e do que tratava o livro. Mas até ai tudo bem, quantas capas encontramos por ai que são linda, mas por dentro são verdadeiro lamaçal de palavras que não fazem sentido algum? Mas posso dizer com toda a certeza que esse não foi o caso. Está lá, eu, passando por uma livraria e me deparado com ele, o que eu faço? Abro, Cheiro e começo ler. Precisei me controlar para não sentar no chão da livraria e começar a ler toda a GN (Graphic Novel).

Foi assim a minha paixão a primeira vista com Placas Tectônicas. Não sou especialista em quadrinhos, mas esse traço me maravilhou a tal ponto, que quando terminei ele, eu queria voltar ao início e olhar parte por parte, rir das mesmas partes, me apaixonar mais ainda por um casal que era tudo, mas nada foi e no final são tudo aquilo novamente e por uma figura pequena que rouba a cena sempre que entra nas páginas.

A história retratada de Margaux em um relacionamento, quando se tem uma filha que foi de um relacionamento anterior, onde não deu muito certo, leva tudo a um patamar de super normalidade, porém não da forma que a autora desenha. São umas situações tão hilárias que me levaram a chorar de tanto rir.

No original saiu com capa dura, não vou mentir que fiquei com uma puta inveja da edição original, mas imagino também se a editora pensasse em trazer da mesma forma, o preço ia lá para o teto o que não seria nada agradável. Além do mais acabei descobrindo que é uma coleção de histórias que são divididas em grandes temas, e essa foi mais sobre relacionamento, os outros já não sei, mas fica a curiosidade, como ler se não leio em francês? Acho que preciso esperar pela editora tentar publicar os outros.

Editora Nemo: Pleeeeeeeeeease?!?!


Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.