segunda-feira, 8 de agosto de 2016

[Resenha] A Garota do Calendário - Março - Audrey Carlan - Verus Editora - 2016

Resenha abaixo não contém spoilers.

Título Original: March (Calendar Girl #3)
Páginas: 144
Informações do Livro: Skoob - GoodReads
Onde Comprar: Compare e Compre - Saraiva - Amazon - Submarino
Leia Amostra Grátis: AmazonSaraiva
Outras Resenhas: AGDC  Janeiro - AGDC - Fevereiro - AGDC - Março - AGDC - Abril - AGDC Maio - AGDC Junho - AGDC Julho - AGDC Agosto - AGDC Setembro - AGDC Outubro - AGDC Novembro - AGDC Dezembro

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva.

Mais dois meses se passaram, cheios de paixões e novidades. Em março não seria diferente. Novas amizades, romances, e muito, muito prazer... Essa é minha deixa para esse mês.

Então meus amigos, mas uma vez estou aqui para expressar minhas emoções com a Mia. 

Ao final de Fevereiro, sabemos que a Mia é enviada para Chicago. Seu novo cliente Anthony Fasano. Um homem quente, rico, poderoso e um grande lutador, tem um enorme segredo. E é ai que a nossa querida garota do Calendário entra.

Nesse novo mês, Mia acaba se envolvendo com a história de Toni. Ela vai ser a sua noiva, para enganar a família. Por essa deixa, já imaginamos o que pode rolar né? Então, a Mia se torna uma grande amiga de Toni e Hector durante todo esse mês.

Acho que em Março, nós podemos entender a verdadeira Mia. Ela é uma verdadeira "mãe" (vamos dizer assim: Mia abraça o mundo e com eles seus problemas, acho que se ela não fosse uma acompanhante e aspirante a atriz, ela teria se dado muito bem como psicologa; vocês entenderam o motivo quando for ler o livro).

Por outro lado, é ótimo ver a amizade da Mia com seus novos clientes. Ela está acaba se envolvendo com eles e meio que cria um triangulo afetuoso. 

Não sei por que, mas achei esse livro o melhor até agora. Ele está recheado de surpresas (nossa quanta surpresa a Mia tem).  Audrey, conseguiu o que queria com esse mês. Ela recebeu toda minha atenção, e aviso logo que já vou ansiosa para Boston e conhecer o jogador Mason.

Fortes emoções nos aguardam...

Até a próxima... ;)

Resenha feita por: Juliana Santos


Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)

Leia Amostra Grátis:

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.