quarta-feira, 31 de agosto de 2016

[Resenha] Voo Fantasma - Bear Grylls - Record - 2016

Resenha abaixo não contém spoilers.

Título Original: Ghost Flight (Will Jaeger #1)
Páginas: 462
Informações do Livro: Skoob - GoodReads
Onde Comprar: Compare e Compre - Saraiva - Amazon - Submarino
Leia Amostra Grátis: Amazon - Saraiva

Sensacional! Simplesmente Sensacional. Não, eu não conhecia o autor, não sabia quem era, e nem o que fazia. Me surpreendi demais com a escrita super envolvente e de forma completamente fluida. Do tipo de livro que gosto com bastante conspiração (que deixa uma pulga atrás da orelha), muita ação, uma dose de suspense e referências para você ir no Google confirmar a veracidade. E olhe que minha história com ele ator/esse livro começou do nada. 
Mãe e filho são sequestrados de dentro de uma barraca numa montanha nevada. Um soldado leal é torturado e executado num pântano remoto. Um avião de guerra desaparecido, contendo um segredo de proporções catastróficas, é descoberto no coração da Floresta Amazônica. Uma única trama une esses três acontecimentos, e só um homem será capaz de desvendá-la: Will Jaeger, o caçador. Jaeger, ex-combatente do Serviço Aéreo Especial britânico, se vê envolvido numa conspiração que pretende fazer renascer das cinzas o Terceiro Reich de Hitler – e que vai levá-lo da África, via Reino Unido, para as profundezas da Amazônia, onde se escondem segredos macabros da Segunda Guerra Mundial.
Estava em um determinado dia, eu na minha vida lendo um livro, quando me chega uma linda caixa da editora record com vários livros (Quem não ama isso??). Quando entre os vários livros se mostram para mim está o Voo Fantasma. E Logo penso eu, que diacho de título é esse? Leio a sinopse na orelha e depois olho o fundo e vejo do dito cujo do Bear Crylls, reconheci ele mas não dei muita bola achando que seria uma história sem pé nem cabeça. Mal sabia dali há alguns dias. 

Estou travado num livro de Thriller e olho para minha estante e vejo ele lá quase escondido em meio aos livros, e decido dá uma chance a ele, já que é lançamento e já está lançando a continuação. Isso era 22:00 e fui dormir 02:30 sem sono, e com a cabeça no travesseiro pensando o que iria acontecer no capítulo posterior. Gente do céu, o livro me engoliu de uma forma que eu não consegui viver no dia seguinte sem pensar no diacho do livro.

Exatamente do jeito que eu gosto, conspiração ao extremo que deixa você em sérias dúvidas se aquilo é pura verdade ou pura mentira ou uma mistura dos dois, fica desnorteado como ele mostra para você várias referências com nomes, símbolos, máquinas e fica ainda melhor quando se trata de um assunto que deixa muita gente de cabeço em pé, Segunda Guerra Mundial e Alemanha Nazista.

O primeiro capitulo já lhe prende já que ele está quase em coma após várias tortunas e com baratas até rastejando a sua cabeça e tu pensa, TEM MAIS 400 PÁGINAS a frente, como diachos ele vai sair dai?! E lhe leva por vários caminhos, chegando ao famoso lugar onde é a terra sem lei e o que prevalece é a vida selvagem, sim, estamos falando da Amazônia. Local de tanta vida humana, selvagem e com conhecimentos além do humano.

Tenha certeza, que depois dessa eu me grudei nessa série qual como uma Jiboia-Constritora agarra sua vítima para fazer sua refeição. Amo livro quando incluem referências válidas, e principalmente aquelas que tem um pano obscuro por trás, e por isso o Voo fantasma foi um prato cheio e saboroso para essa pessoa que ama livros desse tipo (Vide Steve Berry¹ e Dan Brown).

Com uma (aparentemente) trilogia que até o momento só foi feito até o segundo livro, me fará lembrar dessa obra toda vez que alguém me perguntar qual livro eu indico sobre esse assunto. Irá aparecer no mesmo momento essa trilogia, que como está sendo escrita espero por demais que não diminua a velocidade como foi narrado e que nem termine de forma pouco satisfatória.

Penso o seguinte, se você me entregou um livro 9.9 de nota (achei só uma falhazinha que meio que já soube que será mais abordado) então espero que me termine a série com não menos que 9.5. Sim, dou um desconto, pois muitas vezes encerrar acima de uma nota anterior, quando ela é bem próxima da máxima, é quase heroico por parte do escritor(a). Veremos cenas dos próximos capítulos.

P.S.: Estou esperando completar minha coleção de Steve Berry para ler ele em maratona e óbvio que terá resenhas.

Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)

Leia Amostra Grátis:

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.