quarta-feira, 14 de setembro de 2016

[Resenha] A Rebelde do Deserto - Alwyn Hamilton - Seguinte - 2016

Resenha abaixo não contém spoilers.

Título Original: Rebel of the Sands (Rebel of the Sands, #1)
Páginas: 288
Informações do Livro: Skoob - GoodReads
Onde Comprar: Compare e Compre - Saraiva - Amazon

Acredito que não tenha até o momento alguma distopia ter me feito me orgulhar a dizer que li ela e gostei como foi o caso de Eragon. Mesmo não sendo estilo preferido ainda continuo da busca de uma já que tantas me parecem bem iguais. Porém a Rebelde do Deserto vem com uma temática diferente tratando no meio da distopia a mitologia Árabe em meio a poderes e criaturas mágicas. 

SER LEVADA PARA uma cidade especial não estava nos planos de Sybil. Tudo o que ela mais queria era sair de Kali, zona paupérrima da guerra entre a União e o Império do Sol, e não precisar entrar para o exército. Mas ela nunca imaginou que pudesse ser um dos anômalos, um grupo especial de pessoas com mutações genéticas que os fazia ter habilidades sobre-humanas inacreditáveis. Como única sobrevivente de um naufrágio, ela agora irá se juntar a uma família adotiva na maior cidade de mutantes do continente e precisará se adaptar a uma nova realidade. E logo aprenderá que ser diferente pode ser ainda mais difícil que viver em um mundo em guerra.
Gosto bastante de me aventurar por mitologias, seja ela qual for. Por isso que amo tanto tio Rick (tem resenha aqui no blog) que ele consegue de forma leve tratar de várias mitologias, por vezes ligando elas em um mesmo mundo. Porém o caso dessa vez foi de conhecer a Rebelde do Deserto que fui pela capa e pela sinopse, porém não somente isso.

Por conta de circunstâncias eu estou lendo 3 séries de livros que são distopia, onde uma é para clube de livro, outra para entretenimento pessoal e outra como indicação, que confio no taco dela, e por isso acabei que Rebelde do Deserto entrou como entretenimento.

Canso de bater que distopia não é meu gênero favorito e por conta disso faço o possível para ler de 1 a 2 livros por ano dessa temática, acreditando assim me deixar conhecendo boas distopias e ao mesmo tempo fugir de várias batidas. E olhe que conheço uma alma sebosa que, simplesmente, AMA esse gênero. e para mim essa série é promissora. Teve seu plots bem encaixados e de forma que em um enredo, por vezes engessado mas bem construído, tivesse seus momentos bons e ruins.

Fiquei fascinado pela mitologia Árabe? Não. Mas gostei de conhecer um pouco mais ela e fiquei um pouco ansioso pela continuação que só sai em 2017 e 'finalização' sem prazo ainda. Segundo Livro previsto para Março/2017 com título Traitor to the Throne (Algo como Traidor do Trono) que deixa bastante claro o que vem pela frente.

Agora sobre o livro, eu sinto que ele foi como ondas de um mar em diversos tempos diferentes. Teve momentos de euforia, baixa, romance, drama, descobertas, plots que fazem o livro mudar de direção, plots esperados e plots inesperados também. É como se eu sentisse que a autora pegou várias referências e colocou em uma história concisa que farão pessoas AMAREM e outras que faram somente 'nhé'.

Tu me pergunta se eu continuarei? Sim, continuarei. Como falei, acredito  no potencial da série e irei com ela mais adiante, mas espero mesmo que a autora use essa base que construiu no primeiro livro e não faça uma histórias de interligação entre trilogia (que constuma ser bem ruim nas maioria das vezes) para colocar todo o poder no terceiro livro. Dosando e sendo calma, obvio que o prazo faz isso o contrário, eu tenho esperança no próximo livro.

"Você não pode me julgar por querer algo além de outro grão de areia neste deserto. Não quando nasceu com muito mais que isso. Não quando você nasceu poderoso e importante".

Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)

Leia Amostra Grátis: 

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.