quarta-feira, 12 de outubro de 2016

[Resenha] Amor no Ninho - Maribell Azevedo - Livro 1 - Universo dos Livros - 2016


Resenha abaixo contem pequenos spoilers.


Páginas: 360
Informações do Livro: Skoob
Onde Comprar: Compare e Compre - Saraiva - Amazon - Submarino
Leia Amostra Grátis: Amazon
Resenha da continuação de Amor no Ninho: Amor Inteiro


Vamos lá...

“Encaramo-nos, olhos nos olhos, e novamente senti aquela doce emoção que percebi quando nos vimos pela primeira vez, aquela mistura de suave espanto, misteriosa fascinação e magnetismo inexplicável. ”


Creio que essa citação revela, exatamente a emoção que a história de Amor no Ninho nos passa.

Ao me deparar com essa história é claro que fiquei um pouco assustada, como lidar com um ‘incesto’ – amor entre irmãos, mesmo não sendo de forma tradicional ao envolver laços de sangue. 

É claro que tais sentimentos ao decorrer da história nos mostra diversas reações. Claro que não é fácil para duas crianças crescerem com um sentimento que deveria ser totalmente errado devido a situação que foram impostas aos dois. É confuso, é chocante e ao mesmo tempo emocionante. Para o leitor é fácil mergulhar nesse sentimento e compreender que desde muito jovens eles se viam de uma maneira diferente.

E é ainda pior sofrer por um amor platônico e totalmente impossível, principalmente quando vemos 50% do livro sendo contado pela versão de Marina. Como se comportar diante de seu ‘irmão’, não era só torturante pra Marina, e sim para o leitor também. Pois diversas vezes me vi com dó da nossa menina.

Adorei ver a narração do livro mudar um pouco e ver o lado tanto de Dan, quanto de Marina e até mesmo de Shanti e Lance, que se mostraram ser personagens incríveis. Não é à toa que o livro se divide entre as narrações desses quatro.

"Como se sabia quando finalmente havíamos encontrado o verdadeiro amor? Aquele que nos estava reservado dede a aurora dos tempos? Aquele que nos completava de tal forma que se tornava essencial como o ar que eu respirava, como sangue que circulava em minhas veias, como o espirito que em mim habitava? Para os outros
eu não sei dizer, mas para mim ele existia, e isso já era resposta
suficiente."

Enfim, Dan e Marina tiveram diversos obstáculos enfrentados, juntamente com o preconceito da sociedade, preconceito de sua família que não entendia a situação dos dois. E só restava aos dois um completo e derradeiro amor, pois com certeza em todos os livros que já li em minha vida, nenhuma história de amor foi tão completa como a desses dois. 

Marina e Dan fazem o papel de um casal de arrancar suspiros; amigos, confidentes, amantes, eles refletem o que o amor tem de melhor e único. Apesar de serem jovens, eles se comportam de um modo totalmente mais maduro do que a idade deles permitiam.

Desde a infância seus caminhos já estavam predestinados. E só cabiam aos dois viver esse amor da única maneira que eles sabiam, se amando verdadeira e respeitosamente. Pois Marina e Dan se completam de uma forma arrebatadora. E ainda digo mais o final do livro em nada me deixou a desejar, me fez ansiar imediatamente por sua sequência Amor inteiro que vai nos mostrar os desfeches da história desses amantes.

Até a próxima...

Resenha feita por: Juliana Santos

Obs.: Prefiro não notificar o livro, pois eu não tenho a capacidade de enumerar de 0 a 10 o quão ele pode ser ruim ou não. Prefiro deixar você descobrir. E se por ventura houver erro de português, não deixa de me avisar, sou humano e vou errar! (Essa observação irá em todas as resenhas)

Leia Amostra Grátis:

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.