sexta-feira, 11 de agosto de 2017

[Resenha] Jantar Secreto - Raphael Montes - Companhia das Letras - 2016

Páginas: 360
Informações do Livro: 
Outros Livros do Raphael Montes: Vilarejo , Dias perfeitos
Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles.
Sem sombras de dúvidas o melhor lançamento de 2016. E assim começo meu 2017, com uma leitura extremamente audaciosa.

E ainda assim depois de ler Vilarejo e Dias perfeitos, o senhor Raphael Montes, conseguiu me deixa de boca aberta mais uma vez. E agora tenho certeza que tenho que tirar Suicidas da prateleira e ler.


Nesse livro, com um tema bastante curioso, vamos conhecer quatro amigos que saem de sua pacata cidade de Pingo d’Água para estudarem no Rio de Janeiro: Dante, Hugo, Leitão e Miguel. 
A história é narrada por Dante, um estudante de administração e que trabalha numa livraria. Hugo, é o chamado chefe de cozinha. Leitão largou os estudos para ficar em casa se entupindo de comida, agora apenas é hacker e passa suas horas invadindo contas na internet. Miguel parece ser o mais certo da história, é estudante de medicina e trabalha num hospital.

Cinco anos se passam e a vida deles não melhoram em nada depois de formados, e a cada dia fica a certeza que a profissão escolhida não era o que se esperava com o país em crise.
Tudo começa quando o corretor de imóveis sugere uma reunião com Dante e ele descobre uma enorme dívida no seu apartamento, seu amigo Leitão não estava fazendo os depósitos a seis meses e eles teriam que pagar o valor em até duas semanas ou seriam despejados.

"Um sujeito estava andando pela rua quando deparou com um restaurante que vendia carne de gaivota. Pediu a carne, comeu, foi para casa e se matou. Por quê?
Depois de muito tempo, você descobre que o sujeito é viúvo, que a mulher dele morreu em um acidente de avião; que os sobreviventes foram parar numa ilha deserta sem comida; que o corpo da mulher desapareceu na queda; que os sobreviventes ofereceram carne de gaivota ao sujeito; que ele comeu e gostou; que ele sobreviveu até o resgate comendo carne de gaivota, e por isso decidiu provar a do restaurante; e ao provar, ele percebeu que o que tinha comido na ilha anos antes não era carne de gaivota, mas a carne da própria mulher." 

A partir daí meus caros, Hugo o chefe de cozinha tem a peculiar ideia de oferecer jantares secretos com uma culinária gourmet. Até aí tudo bem...

A entrada é limitada; os dez primeiros que fizerem o pagamento já terão a sua entrada garantida. Para piorar o serviço, Leitão fica responsável por criar o site e fazer os anúncios. Ao invés de cobrar R$ 500 por pessoa, conforme o combinado, ele coloca R$ 3.000 por pessoa e anuncia que será servido carne humana.

“O ser humano nasceCresce,Reproduz-se,E é servido no jantar.”

Logo, vemos como funciona a natureza humana. Fazer o primeiro jantar, com um defunto roubado em um hospital público tudo bem (nem tão bem assim), o problema é depois desse jantar. 

Raphael Montes, deixa claro o quanto a natureza humana pode ser corrompida, por causa de uma brincadeira e um pouco de dinheiro envolvido, nós leitores vemos o quanto a vida de quatro pessoas pode mudar de uma hora para outra.


O evento é secreto. Contamos com sua compreensão e o respeito as regras:
 Não é permitido falar sobre o jantar.
 Um veículo executivo vai busca-lo em sua residência e levar ao local do evento. É obrigatório o uso de venda nos olhos durante o trajeto.
  Não é permitido levar acompanhante. Cada presença é única e especial.
  Não é permitido desistir da experiência ou abandonar o local antes de seu término. 
ü  Não é permitido o uso de celulares ou outros aparelhos eletrônicos. Guarde esta celebração apenas na sua memória – e no seu paladar

O livro é uma serie de acontecimentos macabros, onde a cada pagina que viramos ficamos com a boca aberta com o tamanho da crueldade em detalhes que são exibidos. É uma leitura rápida, quer dizer se você tiver estomago pra isso. A narração de Dante sobre a história nos deixa sem saber se gostamos dele ou não.


Noite de autógrafos Jantar Secreto na Livraria Cultura dia 19 de janeiro.

Jantar secreto é uma leitura diferente de tudo que já tinha lido até agora nessa minha vida de leitora. É um livro singular. Bem amarrado e que nos prende do inicio ao fim. E sem falar da edição, que LIVRO LINDO, a senhora Companhia das Letras está de parabéns.




A equipe do Carne de Gaivota, agradece a essa leitura.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.