sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Crítica | Como se tornar o pior aluno da escola

Como se tornar o pior aluno da escola

Direção: Fabricio Bittar
Roteiro: Danilo Gentili
Elenco: Danilo Gentili, Carlos Villagran, Bruno Munhoz, Daniel Pimentel, Moacyr Franco...

Sinopse 

Bernardo (Bruno Munhoz) e Pedro (Daniel Pimentel) são estudantes e enfrentam as clássicas tarefas de cumprir as obrigações escolares, tirar boas notas, ter bom comportamento e cumprir as regras da escola, cada vez mais elaboradas graças ao diretor Ademar (Carlos Villagrán). Frustrados, Pedro acaba encontrando um diário de como provocar o caos na escola sem ser pego, o que leva os dois amigos a seguirem as dicas do caderno.







É um filme que nenhuma criança deve assistir.





Pelo titulo do filme, já imaginamos que boa coisa não irá sair dele. Isso mesmo meus amigo, como se tornar o pior aluno da escola nos conta a história de dois adolescentes que vão revolucionar a escola Albert Einstein. 

Pedro era um bom aluno, após a morte do seu pai ele passar por um declínio em suas notas. E num momento inóspito ele encontra no banheiro da escola uma caixa que vai mudar a sua vida para sempre. E não podemos esquecer que muda a de Bernardo também. 

Dentro da caixa, Pedro encontra diversas dicas de como se tornar o pior aluno da escola. Desde bombas caseiras á dicas de como colar na matéria e filar aula. Nada de bom sai dessa caixa. 



O filme é uma desconstrução escolar, desde a primeira cena a ultima. 

No elenco do filme temos o ilustre Carlos Villagran (o nosso querido Quico) no papel do diretor da escola que quer mudar os hábitos de seus alunos. O diretor passa por boas dificuldades, quando os meninos resolvem seguir a risca cada dica que a caixa perigosa instruía. 

Danilo Gentili nada mais é que o "chefe dessa quadrilha" ele o grande inventor das coisas que continha na caixa, ajuda os meninos (e zoa bastante com eles também).

O filme é divertido do inicio ao fim, mas como boa aluna que fui na minha época de escola não recomendo nenhum pai de bom senso a deixar seus filhos assistirem. No mais o filme é muito engraçado e vai tirar boas gargalhadas do expectador.

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Sobre Nós

Sobre Higor e Juliana: Casal geek, cinéfilos, leitores compulsivos. Amantes de um bom seriado e perdidamente apaixonados pelo mundo da literatura.